Dicas Para Receber os Alunos Que Ingressam na Educação Infantil
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Ansiedade, curiosidade e excitação em variadas expressões. Esse é um resumo do que o professor vai encontrar no espírito dos pequenos alunos que ingressam na educação infantil.

Abaixo, algumas dicas essenciais para recebê-los bem:

– Ter consciência sobre o tempo individual de adaptação e sobre a necessidade de confiança da criança para se lançar em interação com o novo ambiente. Atitudes rígidas quanto ao tempo de adaptação produzem tensão nos pais e alunos. O professor apressado e ansioso é um estímulo negativo no processo de adaptação e na aprendizagem, pois inibirá a espontaneidade e a autonomia da criança.
– Ter disposição e calma para receber os alunos com carinho e respeito ao seu jeito de ser, assim como para acolher as dúvidas de seus pais.
– Saber que a adaptação deve funcionar como um convite e não uma imposição. O professor pode ser pensado como um anfitrião gentil, atencioso e muito atento aos seus convidados de honra.
– Mostrar disponibilidade e muita flexibilidade para receber as várias expressões de ansiedade, curiosidade e excitação das crianças.
– Ter organização e planejamento. Com horários e atividades previamente pensadas, o professor pode lidar com os interesses de seus alunos e com a dispersão natural dos primeiros dias ou semanas de aula.

– Ser responsável e envolvido em suas tarefas profissionais. O educador com essas características terá maior capacidade para empatia e será mais criativo em sua abordagem pedagógica, independentemente do método de ensino adotado pela escola.

– Saber que não basta gostar de crianças para estar no papel de educador. É necessário ter interesse em pensar a educação. É preciso saber brincar e saber observar a brincadeira de alunos, saber escutá-los, enxergar seus limites e potenciais.

– Procurar conhecer o universo de vivências e experiências anteriores da criança, valorizando-as e fazendo-as significativas dentro das novas possibilidades que se abrem.

– Descobrir possibilidades e oportunidades novas é a intenção do primeiro contato do ano letivo, seja a primeira experiência ou não das crianças. E cada ano deve ser vislumbrado cheio de novas possibilidades de vivência e conhecimento.

– Demonstrar à criança que ela pode contar com aquele adulto para lhe dar segurança diante das novas experiências, sejam pedagógicas ou de relação interpessoal.

Fonte:http://noticias.terra.com.br/

“E, sobre tudo isto, revestí-vos do amor, que é o vínculo da perfeição.”
(Colossenses 3:14)





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre mim

Olá eu sou a Professora Greice Amorim, formada em pedagogia com especialização em psicopedagoga.
Sou professora de Ed. Infantil e Fundamental I a mais de 20 anos. Aqui você encontrará sugestões, ideias e atividades para trabalhar de forma lúdica e criativa. Também tenho um canal no YouTube com o mesmo nome do blog, com muitos vídeos para professores, pais e alunos.

Categorias